• tecnocloud26

Anatel confirma linha Galaxy S21 sem carregador e fones de ouvido


Como se já não bastassem os novos iPhones chegarem aos consumidores sem o carregador, agora é a vez da Samsung assumir a mesma postura. Para a infelicidade de alguns usuários, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou um Certificado de Conformidade Técnica que revela a novidade para a linha Galaxy S21. Os fones de ouvido também deverão ser adquiridos separadamente.


Assim sendo, o documento de número 19116/20 deixa clara a ausência dos dois componentes na caixa do telefone. De qualquer forma, cabe destacar que os modelos foram testados com adaptadores de 25 Watts e obtiveram sucesso de carregamento. Igualmente, os celulares também passaram por testes com fones de ouvido.



Carregador e fones de ouvido não viram juntos com o Galaxy S21 na caixa. Créditos: Haelen Haagen/Shutterstock


Vale lembrar que, ao decorrer das nove páginas do Certificado, a Anatel se refere a homologação do SM-G991B/DS, que diz respeito ao Galaxy S21. Os modelos S21 Plus e S21 Ultra também foram homologados.


O site Metrópoles lembrou que a ação já era esperada pelos clientes, afinal sabemos que a Apple tem a capacidade de lançar tendências, mas ressaltou que a medida veio mais cedo do que se imaginava.


A linha S21 da Samsung deve ser anunciada em 14 de janeiro.



Galaxy S21 segue a Apple


A ideia de começar a vendar smartphones sem carregadores ou fones de ouvido partiu da Apple no lançamento do iPhone 12. A empresa argumentou os benefícios ao meio ambiente. Mas a notícia causou comoção não só nas redes sociais, mas também em instituições públicas. Exemplo disso, no Brasil, foi o Procon de São Paulo e Santa Catarina terem notificado a empresa da maçã sobre o assunto.


Também foi divulgado no mês passado que a Secretaria Nacional do Consumidor notificaria Apple, Samsung, Motorola, Xiaomi, LG e Asus pelo mesmo motivo. O documento teria o objetivo de questionar se a venda de celulares sem os acessórios viola os direitos do consumidor.


Também nesta linha, há quem acuse venda casada por parte da Apple, mas especialistas consultados pelo Olhar Digital concordam que a marca não está praticando um ato ilícito ao não incluir o carregador na caixa dos iPhones.



fonte[olhar digital] Via: Metrópoles

16 visualizações0 comentário