• tecnocloud26

Open Source: o que é e como funciona


Imagem: Pexels/Reprodução


O termo Open Source é bastante usado para se referir a programas que não têm custos para utilização. Geralmente, são softwares que servem de alternativas para outros produtos de grandes corporações.


No entanto, há muito mais por trás desse termo do que os usuários imaginam. A seguir, entenda o que é Open Source e como ele funciona!




Programas Open Source dão maior liberdade para os programadores.Fonte: Pexels/Reprodução



O que é Open Source?

Em resumo, Open Source são programas ou apps distribuídos com código-fonte. Isso permite que qualquer pessoa com conhecimentos de programação use, modifique, aprimore e até mesmo o compartilhe na internet.


Normalmente, o código-fonte é uma parte do software que a maioria dos usuários nunca vê. No entanto, ter acesso a ele permite que os programadores realizem alterações e corrijam partes que possam não estar funcionando corretamente.


A ideia de disponibilizar o código-fonte gratuitamente surgiu com Richard Stallman em 1983. O programador do MIT sugere que os códigos devem ser acessíveis aos usuários para que eles tenham a liberdade de usá-los, modificá-los e melhorá-los.


Assim, Stallman passou a lançar os códigos livres sobre sua licença, a GNU Public License. Então, essa nova abordagem deu início a uma ideologia em torno da criação de softwares que se estende até hoje através da Open Source Initiative (OSI).



Parte dos software Open Source são distribuídos publicamente.Fonte: Pexels/Reprodução




Como funciona um software Open Source?

Em geral, os softwares de “código fechado” permitem que apenas os criadores realizem alterações legalmente. Então, o usuário compra somente uma licença para o uso, como acontece com os populares Adobe Photoshop e Microsoft Office.


Enquanto isso, parte dos programas Open Source são compartilhados em sites públicos. O código-fonte fica disponível para os usuários utilizarem para qualquer propósito que desejarem e os programas possuem diferentes licenças e termos de uso do produto.


Também é importante destacar que nem todos os softwares de código aberto são totalmente gratuitos. Os desenvolvedores podem cobrar uma taxa para liberar o uso do código-fonte ou pela venda do programa.




Programas com código aberto são usados para estudos por novos programadores.Fonte: Pexels/Reprodução



Por que as pessoas usam os programas Open Source?

O uso de softwares Open Source tem algumas vantagens. Por exemplo, dá mais controle para que os programadores examinem o código e tenham certeza de que ele não contém nada que não desejam ou alterarem algo que não gostem.


Muitos usuários também acreditam que os programas com código aberto são mais seguros e estáveis do que os produtos com “código fechado”. Bem como, é possível corrigir os problemas sem esperar por uma atualização dos criadores.


Outro ponto positivo é a comunidade envolvida ao redor dos programas Open Source. São programadores, desenvolvedores e outros especialistas em tecnologia que trabalham para melhorar e promover determinados softwares.


Por fim, os jovens programadores podem usar os produtos para estudar. Eles servem de treinamento para compreender o funcionamento dos aplicativos e programas e, assim, se tornarem profissionais melhores.




Nem todos os softwares Open Source tem interfaces amigáveis.Fonte: Pexels/Reprodução




Quais as desvantagens do Open Source?

Por outro lado, os programas com código aberto não estão livres de falhas de qualidade, desempenho ou segurança. Infelizmente, é possível encontrar produtos com bugs ou outros problemas que possam prejudicar a experiência.


Outra desvantagem do Open Source é que muitos softwares não são amigáveis para pessoas sem experiência em programação. Eles exigem determinados conhecimentos que não são comuns para os mais “leigos”.


Além disso, os programas podem apresentar problemas de compatibilidade. Por exemplo, eles podem exigir drivers especializados ou até mesmo uma configuração de PC fora dos padrões.



Wikipedia é um site criado com código aberto.Fonte: The Harpe/Reprodução



Exemplos famosos de softwares Open Source

Existe uma lista gigante de produtos e sites de interesse público com código aberto que fazem parte do cotidiano de muitas pessoas. Talvez, elas nem imaginam que, na verdade, todos eles são programas Open Source.


Um exemplo disso é o navegador de internet Firefox. Desenvolvido pela Mozilla Foundation, ele conta com diversos colaboradores que ajudam a mantê-lo sempre seguro e estável para os mais de 300 milhões de usuários.


Outro exemplo famoso é o sistema operacional Linux. Criado em 1991, o software inspirou muitos desenvolvedores a criarem programas para a plataforma, fazendo com que o ambiente de código aberto se ampliasse.


Curiosamente, até mesmo a Microsoft já utilizou diversos softwares Open Source para desenvolver os próprios. Fato que mostra que até mesmo as megas corporações podem fazer uso desses produtos.




Fontes:[Opensource,Synopsys,Tecmundo]

36 visualizações0 comentário